A FAZENDA BELA VISTA – CLÍNICA TERAPÊUTICA é a primeira entidade de tratamento para dependentes químicos a utilizar exames toxicológicos em seus colaboradores.

Esta decisão foi tomada por conta do profissionalismo no cuidado com os pacientes, melhora da qualidade de vida dos colaboradores e familiares e da responsabilidade social de empresas deste ramo, que deve disponibilizar um tratamento de qualidade para seus pacientes, parceiros e colaboradores.

Segue abaixo artigo sobre os aspectos jurídicos que envolvem a realização de testes toxicológicos e suas vantagens. Boa leitura!

Dr. Marcelo Parazzi (Diretor Terapêutico da Fazenda Bela Vista – Clínica Terapêutica)

Saiba mais

Internação Intensiva de Curta Duração

Quando se pensa em tratamento de dependência química, logo se pensa em internação, porém, muitas vezes o tratamento sem internação é o mais adequado.

Quando se pensa em tempo de internação, facilmente se imagina internações prolongadas, de seis meses ou mais. E é exatamente sobre isso que necessitamos dialogar.

Saiba mais

Dependente de internet ou jogador patológico? O sofrimento de quem perdeu muito dinheiro com jogos online.

Passar de fase, ganhar poderes, prêmios e status entre os participantes. Jogos online atraem milhões de pessoas no mundo inteiro e, claro, no Brasil não é diferente.  Estima-se que o mercado de games cresceu entre 9% e 15% nos últimos cinco anos. Mas enquanto que, para muitos, o ato é apenas um passatempo, há quem não consiga ficar sem e faz de tudo pelo jogo. Foi focando neste tipo de comportamento que o programa Fantástico (Globo) exibiu domingo (19) uma reportagem sobre dependência de jogos online.

Afastar-se da família e dos amigos, passar as noites sem dormir, abandonar os estudos ou o trabalho, ter prejuízos financeiros ou cometer crimes (usar cartão de terceiros sem autorização, por exemplo), não cuidar da higiene e da alimentação são os principais sintomas de que o jogo online tornou-se problemático.

Saiba mais

Dependente de celular: 4 dicas indispensáveis para não se tornar um

4 dicas para evitar a dependência de intenet

Nomofobia. A palavra em si pode não ser bem conhecida, mas com certeza você conhece alguém que é dependente de celular (ou acredita que seja). O termo vem da expressão “no mobile fobia”, ou “fobia de ficar sem celular”, em uma tradução livre, mas os especialistas também aplicam para dependentes em outros aparelhos tecnológicos, como tablets.

Lógico que nem todo mundo que fica horas no celular é dependente, porém, é preciso avaliar a relação com a tecnologia. Algumas pessoas sofrem em ficar longe do smartphone e até apresentam sintomas como ansiedade, angústia, irritabilidade, pânico e até tremores.

Para ter uma relação saudável com a tecnologia, especialistas da Clínica Terapêutica Viva separaram quatro dicas indispensáveis para você não ficar dependente de celular. Confira:

Saiba mais

Dependência de internet: veja como identificar e tratar

Dependência de internet: veja como identificar e tratar

Um mundo repleto de possibilidades regado por uma sedução que faz com que as pessoas sintam que precisam daquilo para viver. Não dá para negar que a internet é uma ferramenta importantíssima, porém, é preciso muito cuidado para que o gostar/necessitar não se transforme em dependência de internet.

Mas em um mundo onde acessar a internet é importante e incentivado, como saber o limite? Para começar, é importante esclarecer que a dependência de internet é caracterizada pela preocupação excessiva em ficar conectado. O resultado? A saúde e as relações pessoais, afetivas e profissionais são prejudicadas.

Saiba mais

Dependência digital é tema do programa Fantástico

Reportagem no Fantástico aborda a Dependência Digital

“Ele é o meu porto seguro. Eu não consigo sair de casa sem ele. Se eu sair e por acaso esquecer, eu tenho que voltar, não importa da onde eu estiver. Às vezes acontece de até desencadear uma crise de asma. Começo a ficar com falta de ar, fico nervosa, começo a suar e começo a ficar sem respiração.” Foi assim que uma mulher de 60 anos, que preferiu não ser identificada, respondeu sobre sua relação com o celular para uma repórter do programa Fantástico (Globo), na matéria especial sobre dependência digital exibida ontem (11).

A reportagem mostrou o quanto a necessidade de ficar conectado tem transformado, de forma silenciosa, negativamente a vida de muitas pessoas: acidentes de trânsito causados por uso do celular ao volante, dificuldade em relacionamentos sociais e afetivos por conta da internet, entre outros exemplos.

Saiba mais

Termos de Uso e Política de Privacidade - Grupo Viva | Clínica Terapêutica Viva © - Todos os direitos reservados