Deprecated: mysql_connect(): The mysql extension is deprecated and will be removed in the future: use mysqli or PDO instead in /nfs/c04/h02/mnt/183516/domains/ctviva.com.br/html/vendor/util/conn.php on line 2
Reservado anonimato | Clínica Viva

A

Reservado anonimato

Escrevendo hoje, sinto uma enorme paz e felicidade em poder compartilhar minha experiência com vocês.

Tenho 22 anos, há um ano estou em abstinência.

Aos 18 anos comecei a beber todos os finais de semana, sair em baladas...

Consequentemente nesses lugares conheci pessoas que faziam uso de outras substancias e logo sem perceber estava no meio, freqüentando festas raves, virando noite sem dormir, e o pior, achando isso normal.

Estava cega, vivendo vivendo de forma egoísta, me esquecendo das pessoas que estavam do meu lado, considerando amigos aqueles que comigo faziam parte da bagunça.

Tive um filho, o que me fez parar com tudo imediatamente e por vontade própria. Parei de fumar antes mesmo de fazer o teste.

Minha gravidez foi maravilhosa em termos físicos, porém, emocionalmente, foi terrível, mas com muito amadurecimento. O pai do meu filho continuou a sair e fazer uso de substâncias, tive que me afastar e passei a viver um mundo paralelo ao dele.

Bom, meu filho nasceu estava totalmente feliz, satisfeita até que despertou o desejo de sair acompanhar me marido nas festas, voltei a sair. Seis meses depois experimentei a cocaína com ele. Ele já conhecia a droga e até fazia uso de vez em quando. Foi aí que começamos a usar juntos “de vez em quando\", o que veio a ser sempre.

Fácil não é, exige muito esforço, mas nesse momento você tem que ser como a Águia, que mira num alvo e vai em frente.

Agradeço a Deus todos os dias por acordar cedo e me sentir livre... Durmo a noite super bem, tenho sonhos bons, o meu maior inimigo sou eu mesma, nada e ninguém é capaz de me influenciar... Se eu não quiser fazer na faço e pronto.

Já passei por situações de risco, mas ao me lembrar do sentimento e da tristeza que eu sentia me faz pensar: \"Não... não quero me sentir assim de novo”.

O primeiro passo é procurar ajuda, o restante vai acontecendo... E coisas boas, afinal não nascemos usando droga. Viemos para esse mundo sabendo que seria um longo caminho a seguir para termos felicidade, mas não é com a droga que vamos conseguir. Lembro-me que antes nada além de coisas e pensamentos ruins faziam parte da minha vida.

Hoje nada disso faz mais parte de mim, por que nunca fez. Hoje sou eu mesma e toda e qualquer pessoa é capaz de voltar a ser o que era antes da droga, de encontrar sua verdadeira essência de fazer coisas boas para si mesma.

A clinica é ótima, os profissionais também, Graças a Deus e a eles eu venci.

Termos de Uso e Política de Privacidade - Grupo Viva | Clínica Terapêutica Viva © - Todos os direitos reservados